terça-feira, 23 de junho de 2009

SALADINO


"Eu enxergo, entendo, aceito e dialogo, ouço e compreendo, o que a maioria dos medíocres como eu, temem por desconfiança e repudiam por hipocrisia. Eu sei, e, não sou único, que na verdade sou apenas mais um dentre os muitos da minoria, que assim como eu, sabe que existe vida do lado de lá. É por isso que pretendo levá-lo por um caminho que conheço como a palma da mão e o qual, você, jamais percorreu. É por isso que, dentro de mim, algo se refaz, quando anoitece, e as nuvens se dissipam e a estrelha brilha. É por isso que meus dedos parecem querer destruir o teclado. E o ritmo alucinante em que tudo acontece em minha mente, faz as idéias se perderem. Mas eu as encontro. Senão agora, no instante seguinte. Porque as idéias, elas me pertencem. E meus pensamentos se confundem, confundem meu espírito, e aqueles que me ouvem e me vêem. Eles me respeitam. Sabem quem sou. E você?".

Nenhum comentário:

Postar um comentário