sábado, 21 de novembro de 2009

O MUNDO GIRA. AFINAL, É UMA BOLA.


Em 2006, após a vitória sobre o Brasil, pelas quartas-de-final da Copa do Mundo, o atacante francês Thierry Henry esculachou com os brasileiros, ao afirmar que estes são craques porque desde pequenos vivem grudados na bola, enquanto eles, os franceses, estudam. Até aí, nada mais que uma constatação. Todavia, o mundo gira, o tempo passa e os comportamentos se modificam. Esta semana, o mesmo Thierry Henry não hesitou em burlar as regras do jogo (algo que certamente não aprendeu nos bancos escolares franceses), ajeitando com a mão a bola, antes de cruzá-la para o gol de Gallas que deu à França a vaga para o Mundial de 2010. Os irlandeses, adversários dos franceses naquela partida reclamaram, a mídia mostrou sob diversos ângulos a imagem da jogada irregular. E a FIFA entidade máxima do futebol admitiu a irregularidade, mas disse não poder fazer nada. Seria interessante saber o que o artilheiro Henry tem a dizer a respeito. Ele que costuma dar lições de moral.

2 comentários:

  1. Cara, quando vi esse lance na TV eu tambem me lembrei da época que ele havia feito esse comenatário na copa do mundo. Futebol é assim mesmo, não se deve levar muito a serio.

    ResponderExcluir
  2. Futebol é uma parte da dualidade pão e circo.

    ResponderExcluir