quarta-feira, 30 de dezembro de 2009

A PÁGINA FINAL DE TÔMAZ ADLER

Eu vivia no quarto escuro, imenso, úmido, desarrumado e sujo. E me habituei a viver assim. E achei, durante muito tempo que a vida e o mundo eram só isso. Um dia, cansado do jugo do ócio, do medo e da maldade, resolvi tentar abrir a janela do quarto que eu sabia existir, mas a julgava trancada do lado de fora. Bastou para que a Luz entrasse na minha vida. Assim, eu lembrei que havia vida e um mundo lá fora. Então, eu encontrei a porta, através da qual, pude sair de encontro à liberdade, de encontro àquela vida, àquele mundo.

Se eu voltar ao quarto escuro será para abrir a janela para os que lá permanecem e ainda não conseguem caminhar até ela e alcançá-la. Pois o mesmo fizeram por mim quando eu resolvi levantar do chão. Lebt wohl.

Nenhum comentário:

Postar um comentário