sexta-feira, 3 de junho de 2011

DA JANELA LATERAL

Há coisas que nos faltam dentro de nós, como se nos faltasse um membro do corpo humano que habitamos. Por exemplo: A capacidade de dizer eu te amo. A certeza de ter esperança. De encontrá-la, ao pé da porta, a nos esperar, logo pela manhã, quando o sol, antes de nós se levanta.
Se longe se vai o dia em que, peito estufado de orgulho, você dizia: o único amor da minha vida, então, você se junta aos milhões que, espalhados pelos cantos do mundo, também se lembram com saudade desse dia.
Dentro do seu quarto, abraçado à solidão, o olhar em direção à janela, em um princípio de noite, um final de tarde, você pensa, e repensa, e acredita que amanhã, tudo será diferente. Mas, basta que você abandone o seu recolhimento, ponha o pé pra fora do quarto, ganhe a rua, pra que o mundo de concreto e de luzes lhe desminta, e triture as suas boas intenções, e o faça se sentir ridículo, porque, afinal, bons são os fortes, e belos os vencedores. E você entre eles não está.
Esqueça. Não se importe com a realidade. Construa a sua. E a preserve do veneno dos olhares e sentimentos alheios, que outra coisa não fazem senão invejá-lo.
Há um Deus pra cada um de nós. E ele não está nos livros, no altar, em nenhuma crença filosófica ou religiosa. Porque é grande e poderoso demais pra caber nestas pequenas coisas. Ele está no seu coração. E o sangue que põe esse coração em movimento se chama amor. Quando ele pára de circular você está morto. E o único modo de não morrer nessa história é ter vontade. Vontade de continuar. E você precisa continuar. Porque o destino não conhece o ontem. E o destino é a felicidade.

Trecho de “Conteúdo Zero”, de nossa autoria, em fase de redação.

3 comentários:

  1. Sempre que amananhece é um novo dia. Novo em tudo, pois nunca conseguiremos voltar atrás.
    Se tudo é novo, penso sim que, nós também podemos nos renovar. É necessário crer que somos criaturas divinas e os únicos a endender de amor, por isto, acho de suma importância demosntrá-lo, sem medo.
    Os animaiss são as criaturas que aqui estão para que lhes demos a chance de trilhar este caminho. Mas esta é uma outra pauta,e bem complexa.
    Lindo texto, meu amigo.
    Bjs

    ResponderExcluir
  2. Eu não tenho medo de dizer que amo e faço questão disso sempre, falo aos amigos, filhos e até aos que só conheço na net mas que tenho carinho, sou muito espontânea e gosto disto, choro quando tenho vontade de chorar, amo, abraço sempre que tenho vontade, as vezes a chance é única não devemos desperdiçar.
    Parabéns por tão belo texto.

    ResponderExcluir
  3. Lindo texto !
    No passado, devido a minha criação e minha grande emotividade, tive dificuldade de dizer a pessoas que as amava, hoje não mais. E isso me libertou de certa forma.
    Parabéns !

    ResponderExcluir