sexta-feira, 1 de julho de 2011

BURACO NEGRO

Vazio
Vai surgindo sob os pés
Escuro, grande
Tragando lentamente
Consumindo
A vida que,
Feito luz
Vai se apagando
Já não existe.

Nenhum comentário:

Postar um comentário