sexta-feira, 4 de maio de 2012

E LÁ ESTARÁ O SOL


Os adeptos do fim do mundo provavelmente não se dão conta da infinidade de germens que se acham submersos no solo ou no fundo do mar prontos a eclodir para a vida, ao comando dos construtores e engenheiros do planeta Terra, imediatos de Jesus, o Cristo, que, continua apesar de toda a ingratidão humana, cheio de amor a zelar por nossas vidas, espíritos recalcitrantes que somos e pela vida do planeta, que, em verdade se transforma e não é destruído, porque nós, humanos, ainda que tentemos conscientes ou inconscientes não temos poder para tanto. Afinal, não temos poder nenhum porque poder só Deus o tem, porque Ele é a causa de tudo. Para Deus a vontade é o seu Amor que se manifesta nas maiores e menores coisas, nas mais importantes e menos importantes.
De toda a evolução possível, a humanidade e a Terra, ainda se acham no início da jornada. Há de chegar o tempo em que morte e destruição serão banidas do vocabulário e da consciência humana. Serão naturalmente substituídas pelas futuras gerações por transformação e evolução.
Observem a natureza, os fenômenos que ela opera através de suas leis divinas e imutáveis. Fenômenos que ocorrem a cada instante sejam perceptíveis ou não aos nossos olhos, porque de há muito desaprendemos a caminhar sem olhar para o alto, limitando-nos ao que temos e vemos diante de nós e abaixo de nós.
Celebrem essa dádiva que é a natureza. Mares, rios, florestas, planaltos, esplanadas, planícies, botânica, enfim, os reinos: animal, vegetal e mineral.
Vejam como a vida não se perde, mas se renova a cada instante. Que lindo e hospitaleiro é o mundo que nos acolheu. Mas ele tem sentimentos. Feito qualquer um de nós, gosta de cuidados e carinho. Precisa de amor.
E não importe o que acontece, ou o que faça a humanidade acontecer com o planeta, lembre-se que lá do alto estará o sol, firme e forte, rompendo a escuridão.

Um comentário:

  1. É isso, meu caro escritor, verdadeiro, intenso e notório...Parabéns pelo belo texto...

    ResponderExcluir