quinta-feira, 20 de dezembro de 2012

UMA CONQUISTA QUE NOS ENCHE DE ALEGRIA


Com alegria acompanhamos no Jornal Cidade, na edição de hoje, 20, matéria assinada pela jornalista Vivian Guilherme, que o Centro de Habilitação Princesa Vitória conseguiu finalmente adquirir, graças a doações de empresários de Rio Claro o equipamento Pedia Suit, que ajuda no tratamento de crianças com problemas motores ou neurológicos. Trata-se de um equipamento importado dos EUA e de alto custo. A Prefeitura de Rio Claro ajudou na capacitação dos profissionais aptos a operar o Pedia Suit. Foi uma longa batalha que teve à frente o casal Alessandra Dezan Scupim e Robson Mariano para dar uma qualidade de vida melhor à sua filha Marina que possui atrofia cerebral.
O fato de compartilharmos dessa alegria é que em Maio/2012, através de uma sugestão de pauta nos trazida por nossa amiga Mônica Pinhatti, entrevistamos para o Jornal Aquarius, editado há 9 anos pelo Maurício Beraldo, a Alessandra D. Scupim que à época já lutava pelos direitos de sua filha, Marina, buscando proporcionar à ela, maior conforto e melhores condições de vida. Na ocasião, Alessandra nos falou da necessidade da aquisição do equipamento Pedia Suit e das dificuldades para obtê-lo.
Tomando, segundo soubemos, conhecimento do caso, por meio do Jornal Aquarius, a primeira dama e presidente do Fundo Social de Solidariedade do Município, Sra. Rosana Altimari, sensibilizada, apoiou a campanha que acaba de atingir o resultado esperado.
O Pedia Suit, fabricado nos EUA, e feito de roupa de astronauta, estimula a criança a ficar em pé. Uma conquista para crianças como Marina que possui necessidades especiais.
Esclareço, porque acho oportuno, que muito nos identificamos com a luta da mãe Alessandra em favor de sua filha, porque tivemos uma filha, Aline, que viveu apenas 4 meses, no último dia 16 estaria completando 14 anos de idade, e tivesse sobrevivido à Síndrome de Patal com a qual fora acometido desde o nascimento, certamente enfrentaria uma luta semelhante à de Marina. Isso de pronto nos sensibilizou, levamos a pauta para o Beraldo, explicando-lhe que até aquele momento, segundo informações que tínhamos de fonte fidedigna, a mãe Alessandra, havia tentado sem sucesso um espaço nos jornais impressos de Rio Claro, que, agora, ainda bem, parecem ter mudado de opinião a respeito do assunto, tendo em vista a matéria publicada hoje no JC.
Uma vitória de todas as mães e crianças que enfrentam essa luta, e, certamente, com as graças de Deus, irão vencê-la.

Nenhum comentário:

Postar um comentário