domingo, 21 de julho de 2013

3

Nunca em qualquer época da humanidade investiu-se tantos recursos financeiros na indústria do entretenimento, e por quê? Há pessoas egoístas e poderosas, realmente poderosas, porque são donas do dinheiro (lembre-se que o dinheiro vem de uma única fonte, e sobre isso falaremos mais adiante), que tem o interesse de que o gado, ou seja, nós estejamos alienados, desatentos, omissos, enquanto eles fazem das suas e lucram. E para compensar a facilidade que os modernos meios de comunicação, as redes sociais possibilitam às pessoas no sentido de compartilhar ideias, insatisfações e ambições a todo tipo de gente, erudita ou completamente ignorante, independentemente da classe social a qual pertença, se bem que isso hoje em dia, ao menos em se tratando de Brasil parece ser uma tremenda piada de mau gosto, pois bem, eles fazem divertimento dessas poderosas ferramentas de comunicação que acabam se tornando também brinquedinhos acessíveis a todos. Porque se não se tem dinheiro, tem-se crédito. Vejam... Nunca se viu tanta gente fazendo sucesso no meio musical, nas artes cênicas e até na Literatura, embora as pessoas leiam cada vez menos, inclusive jornais e revistas. Estranho tudo isso? Não. Porque eles encontram oportunidades de negócios em qualquer terreno por mais miserável que seja. Tudo se torna mercado para esses homens, que são os donos do dinheiro. E estejam certos que enquanto vocês dão boas risadas, se masturbam, se embriagam, se drogam e se matam pouco a pouco, eles põe no bolso o dinheiro, o seu dinheiro. Mas o que isso importa? Que mal lhe causa se você se sente feliz a maior parte do tempo, ou todo o tempo? E talvez se sinta até que apodreça. – Geraldo J. Costa Jr. – 15/07/2013
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário