terça-feira, 22 de outubro de 2013

EM RETIRADA

É tão fácil falar daquilo que se vê e se ouve, difícil é viver o que se fala. Vejo as palavras saírem tão facilmente da boca das pessoas, decoradas ou lidas, jamais vividas, porque a verdade codificada na forma de palavra, eu não encontro da mesma forma, nos olhos de tais pessoas, e por esta única razão, ouso evitá-los. Palavras fáceis, tão facilmente pronunciadas por teóricos doutos, amantes e amigos das Letras e dos livros, e que a mim, soldado ferido, exangue, trôpego, batido em retirada, tanto custa aceitá-las. – g.j.c.jr. 22/10/2013.

Nenhum comentário:

Postar um comentário