sexta-feira, 5 de dezembro de 2014

A CAUSA

Mais do que dever moral, é expressar sabedoria, compartilhar conhecimento, ensinar o caminho já conhecido àqueles que os desconhecem. Centralizar responsabilidades é perder-se no cansaço inevitável das tarefas que causam frustração e desânimo. Eximir-se de responsabilidade é falta de consideração com aqueles que primeiro arregaçaram as mangas e se puseram a trabalhar em benefício de uma coletividade. Ninguém é tão importante que não possa ser substituído na tarefa de ensinar, orientar e tomar decisão quando necessário, desde que esteja preparado. Quando muitos abraçam uma causa e trabalham e lutam por ela com dignidade e respeito e espírito altruísta, essa mesma causa adquire valor ainda maior e longevidade. Quando seus simpatizantes feitos parasitas, apenas a sugam e não somam esforços com os que se dispuseram a, temporariamente, exercer liderança e apenas os criticam segundo seus pontos de vista, a causa se enfraquece, diminui sua importância e tem breve existência, ou uma existência que se arrasta ao longo do tempo sem atingir a grandeza a que fora destinada quando de sua idealização. – g.j.c.jr. -05/12/2014. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário