terça-feira, 17 de fevereiro de 2015

Que Deus me dê força, coragem e sabedoria para concluir a jornada e depurar minha alma. Mas eu quero estar aqui quando tudo aquilo estiver acontecendo. Demore 4 ou 40 ou 400 anos, não importa. Quero ver acontecendo. Tudo aquilo. Tudo aquilo que vi, ouvi e me mostraram e me disseram, em sonhos, fantasias, viagens possíveis à sensibilidade e consciência humana; diálogos ocultos, imagináveis, havidos no silêncio de duas almas inquietas que se falam porque se conhecem. Quero estar aqui quando tudo estiver acontecendo, quero muito. Vindo numa caravana, ou ainda que sozinho, porque só então é que tudo fará sentido e se tornará verdadeiro, diante dos meus olhos. Findará a angústia, cessará a prisão, e Valjean conhecerá finalmente o seu dia de liberdade. – g.j.c.jr. – 15/2/2015

Nenhum comentário:

Postar um comentário