terça-feira, 17 de março de 2015

ACENDER UM FOGO

No conto “Acender um fogo”, o escritor Jack London narra as agruras que enfrenta um sujeito que se dispõe a enfrentar certa montanha durante o inverno rigoroso, sem preparar-se adequadamente para tal desafio. É o que fazem um bom número de pessoas: entregam-se totalmente desarmadas às situações emocionais, atira-se a uma viagem espiritual de efeitos imprevisíveis sem conhecerem o caminho, sem medirem consequências, e, via de regra, acabam se machucando gravemente devido sua imprudência. Alguns vêm nesse aparente desapego à vida um ato de coragem. Eu não. Acho que é burrice mesmo ou tendência suicida que precisa ser tratada a tempo. E esse desapego deliberado à própria vida é a causa maior do sofrimento humano. É quando suas possibilidades e merecimento estão abaixo de sua vontade, geralmente originada e motivada pelo instinto, de atender às suas necessidades primárias, seu egoísmo e seu orgulho, jamais a razão. – g.j.c.jr. 15/03/2015

Nenhum comentário:

Postar um comentário