quinta-feira, 30 de abril de 2015

MÁGOA e REVOLTA

Um escritor não é um anjo que toca trombetas. Mas é aquele destemido, e verdadeiro consigo mesmo, que, ao observar e se envolver com a alma humana, tenta entende-la, esmiuçando-a, desnudando-a, e envolvendo-a em situações as mais diversas, e ao fazê-lo, vai pouco a pouco transformando tudo isso em palavras que expressam o que sente, o que pensa e o que é capaz de fazer a alma humana para o bem e para o mal. Porque quando este mundo se tornar o Paraíso almejado, o que eu duvido, já não haverá ambiente, espaço e necessidade dos poetas e dos escritores por aqui. – g.j.c.jr. – 30/4/2015

Nenhum comentário:

Postar um comentário