terça-feira, 29 de dezembro de 2015

2016 – FAZ DIFERENÇA?

Reprodução
Não vigiamos e nem oramos como deveríamos.
Não compartilhamos,
Não nos ajudamos,
Não buscamos o conhecimento espiritual
Não renunciamos ao transitório
Não nos libertamos dos instintos primitivos
Não pensamos nem por um instante que
Se a semeadura é livre, a colheita obrigatória
E mesmo assim,
Queremos um mundo melhor
Como?
Então, nos escandalizamos com a presença do mal em nossas vidas
Mas nem por um instante paramos para refletir que
O mal só existe porque permitimos
Nossa indiferença para com o que a vida tem de mais sublime e precioso
É que possibilita esse confronto desnecessário de forças antagônicas
Conhecidas como o Bem e o Mal
Preparemo-nos, pois que chega a hora da colheita
E a cada um será conforme as suas obras
Se ao menos nos amássemos como poderíamos
Mas, com os olhos voltados apenas para nós mesmos

Sequer lembramos filhos de quem somos

2 comentários:

  1. É bem assim Primo.
    Mas é somente uma fase espiritual entre as muitas por que toda a humanidade terrena tem que passar. Alguns obteram exito, porém, a maioria não, mas DEUS em toda sua benevolência já tem preparado, para estes, novos mundos de provas e expiações onde continuaram à ter oportunidades de evolução espiritual.

    ResponderExcluir
  2. É bem assim Primo.
    Mas é somente uma fase espiritual entre as muitas por que toda a humanidade terrena tem que passar. Alguns obteram exito, porém, a maioria não, mas DEUS em toda sua benevolência já tem preparado, para estes, novos mundos de provas e expiações onde continuaram à ter oportunidades de evolução espiritual.

    ResponderExcluir