quarta-feira, 24 de maio de 2017

AJUDEMO-NOS!



Antes de reclamarmos da eficiência alheia, observemos a nossa, se ela corresponde às nossas exigências e expectativas. As pessoas que demonstram inaptidão para determinadas tarefas, devem ser compreendidas e ajudadas, antes de serem criticadas e julgadas aleatoriamente, sobretudo, se demonstram interesse e esforço em melhorar-se naquilo que fazem. Atrás de uma atendente em dificuldade com sua tarefa, pode haver a esposa, a mãe, a filha, a irmã, a neta, como única provedora, naquele momento, dos recursos financeiros da família; pode estar a pessoa doente, que faz grandes esforços e sacrifícios para manter-se no emprego e, assim, ganhar a vida honesta e dignamente; pode estar a aprendiz, lidando com as primeiras experiências da sua nova rotina de trabalho. Enfim, não nos esqueçamos que, neste mundo, ainda imperfeito, somos todos aprendizes, lutando para superar nossas limitações, aprimorar nossas qualidades e eliminar nossos defeitos, podendo, entretanto, nos ajudarmos uns aos outros, ao invés de nos destruirmos. – g.j.c.jr. 23/5/2017

Nenhum comentário:

Postar um comentário